sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Criança flor


                                                                                   
 flor

Criança flor
No meio das flores
Sorri a primavera
Grita sua infância

Depois ela cresce
Troca a flor pelo amor
Às vezes se da bem na vida
Às vezes não!!!

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Simplicidade




Simplicidade é aquele que tem muito pouco a doar sem precisar fazer alarde, ninguém precisa saber o quanto tu tens para ajudar os menos favorecidos.
Bem diferentes dos políticos ladrões que a mídia nos mostra, que ao morrerem levarão seus cartões de créditos  dentro do caixão e darão ao diabo para poderem entrar no inferno.
Como é gostoso após um banho quentinho, poder deitar numa cama limpinha ao lado do teu amor ou sozinho com a consciência tranquila e ter "os sono dos anjos".

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Boneca de porcelana




Eu na vida nunca tive uma boneca de porcelana
Minha amiga "riquinha" tinha uma boneca maravilhosa
Pedi a ela que deixasse pegá-la só um pouquinho sua boneca
Não, dizia ela: pobre tem que ter boneca de pano

Chegava em casa e chorava e dizia tudo a minha mãe
Ela me consolava, vou guardar um pouquinho do meu salário
Para lhe comprar uma linda boneca de porcelana
Só assim eu parava de chorar e ia brincar com as amigas

Chegou o Natal, meu pai colocou embaixo da minha cama meu presente
Ao acordar pulei da cama e mesmo no escuro fui pegar o presente
Era uma feia boneca com a cabeça de louça e o resto de pano
Comecei a chorar, peguei na mão da boneca girei até cair, estragou

Mamãe falou: filha, esqueceu do presente que lhe prometi? Abra a caixa
Era a minha linda boneca de porcelana: corri a abraçá-la e chorei de felicidade
Papai, então, me disse que o meu real presente estava na dispensa
Fui correndo, acendi a luz, fiquei deslumbrada com a minha bicicleta
                                                                                         
                                                                          Todos ficaram felizes
                                                                     Criança é criança

domingo, 25 de setembro de 2016

Primavera




Só para descontrair e esquecer os problemas da vida, afinal não somos de ferro, é primavera!

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Luzes do teu olhar



Quero olhar teus olhos
Mas um brilho ofusca teu olhar
Luzes escurecem e brilham
Qual é o teu segredo?

A claridade dos teus cabelos
São milhões de lindas pérolas
Que voam ao claro luar
Que me faz sonhar 

Vou voar até as nuvens
Agarrar-te, beijar-te o olhar
São lindos sonhos meus
Que eu vou realizar

Ah! faceira eu amo-te
Desça daí e vem me amar
Teus louros cabelos vou beijar
Vou apertar-te e não soltar

domingo, 18 de setembro de 2016

Vou te amar para sempre


Somos pequenos
Mas já te amo demais
Do que você gosta
Eu também gosto
Um dia a gente cresce
E podemos beijar na boca
Sentiremos o gosto da paixão
Rolaremos na areia até a praia
Lá dentro d´água irei  lhe tocar
E morrer de paixão, beijo seu colo
O tempo passou estou jovem
Pronta pra casar com você
A nossa linda lua de mel
Será nas borbulhas das ondas
Do 
Mar...
 

sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Mulher bonita




Mulher bonita não é aquela que tem um lindo rosto e um corpo escultural, ela tem que ter no seu sorriso a bondade de uma mulher que faz a diferença, saber cultivar o amor aos menos favorecidos.

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Saber usar o desapego -fiz outra .Não sai os comentários

   


Devemos saber usar o desapego do contrário seremos uma pessoa solitária, pois o desamor a vida, e às vezes consigo mesmo nos leva a ser alguém a um desamor doentio. Desapegar-se do que não presta nos leva a uma vida com mente sã.

terça-feira, 13 de setembro de 2016

Saber usar o desapego




Devemos saber usar o desapego do contrário seremos uma pessoa solitária, pois o desamor a vida, e às vezes consigo mesmo nos leva a ser alguém a um desamor doentio. Desapegar-se do que não presta nos leva a uma vida com mente sã.

sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Meus segredos



Me fizeram linda e sensual
Os homens me enlouqueciam
Fazer o quê, se meu corpo pedia prazer?
A cidade toda era louca por mim
As mulheres queriam me matar
Só saía de carro blindado
E uma grande praia era pequena pra mim
Nasci assim, cheia de desejos
Perfeita de corpo e a sensualidade em mim
Era inigualável
Um dia peguei o carro, fui numa praia vazia
Queria saber o por quê era assim
Quero ser menos bonita
Saber amar um homem só
Nisso apareceu uma pomba e disse
Desprenda da metade dos teus bens
Aí, encontrarás a felicidade
Mudei para uma cidade bem longe
Conhecerá o amor da sua vida
Não o enganei, ele não se importou
Nos casamos, aquele fogo mornou
Depois de uns meses nasce Manoela
Uma bonequinha linda

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Onde está minha inocência?



    Nas tristes estradas da vida, fui
Excomungada pelo meu pai
    A minha mãe engoliu lágrimas
       Derramei só uma lágrima por ela

                        Papai não respeitava suas filhas
                   De cada uma tinha um filho
                             Não aceitava tal situação, então fugi
                         Mamãe se falasse algo, apanhava

     Onde morava o amor? 
           Eu encontrei um homem bom
                         Todos os irmãos afogados no açude do sítio
                      Depois de algum tempo, mataram papai

       É por isso que viro um leão
               Ao maltratarem crianças inocentes
                         E ninguém faz nada, comigo está minha mãe
               Fazem sim, eles querem nossos votos
     

segunda-feira, 5 de setembro de 2016

sábado, 3 de setembro de 2016

A dor da saudade




A saudade de você meu amor, que no asfalto me disse adeus dói meu peito e lágrimas chegam para não me sufocar, mas você vem toda noite me abraçar e me fazer dormir.

sexta-feira, 2 de setembro de 2016

Lembranças do alvorecer



Me permiti quando jovem, por muitos anos ver o brilho e a beleza do alvorecer. O brilho era a esperança que sabia que seria só por três anos para o estudo, mas depois tudo mudou, nem via o alvorecer, pois a agitação da cidade grande não me dava tempo.
Hoje, já com os anos idos ainda durmo no alvorecer...Sinto saudades.